Deus não conhece o shopping

Às 22h de um sábado alheio, sob um lânguido raio de luz, numa rua úmida e vazia, um pobre bêbado melancólico nenhuma vez se havia achado daquele modo: cheio. Cheio de si e de olhares, de pessoas, de consciências. Não era solidão o oco do beco. Deus, lá do céu, porém, via-o sozinho. Engano. Erro bobo. Era acompanhado que o bicho andava. Não de um, de dois ou de dez seres, mas de milhares. É que Deus, suponho, não conhece o shopping. Porque ali, sim, de verdade, é que nos vemos sós. Ali onde passamos menosprezados, onde desconhecemos as coisas à nossa roda e os nossos anseios se perdem em meio a dúvidas amargosas, onde, aniquilada a evidência de quem somos, deixamos de sê-lo. Solidão é como aquela ex-namoradinha. Acabou, porra. Acabou. Não haverá mais nada lá onde nunca nada houve. Ela vive sem você, não caminha com você, é o seu não eu. Solidão vive em prol de si mesma, de mais ninguém, e você, no âmago dela, não passa de um E S T R A N G E I R O. Sacou, cumpade?

O pobre bêbado melancólico, receando a solidão, lambia a soledade. Sozinho, era um mundo. Em sua psique, vivia a ordem, o burburinho. Reinava o bom, ao lado do mau. Havia o caridoso, o louco de egoísmo, o porco e o limpo. Tá sempre ali o maluco, cambaleando, com aranhas e moscas murchas, rebolando ao sussurro de suas asas emaranhadas. E alegre, bem alegre. Tá sempre rodeado de si próprio, de vários, porque é só, em pé nas vielas, nos banheiros públicos, curvado, asqueroso. Tudo. Tudo. Tudo. Era isso aquele verme. E lhes parece pouco? Tenho andado que nem ele… Cheio. Ainda bem que há cinema e balada na cidade. Ficarei na minha amanhã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s