Porta Aberta

Cama amarrotada esquecida na pressa, a casa cheirando a café. Não sairia sem seu café. A briga da noite anterior espalhada pelo chão. Era assim, um tendo algo a cobrar, outro insistindo em algo a esquecer. Alguns gritos pregados em futuros arrependimentos. Ele abria a porta, ela não ia. As mãos entrelaçadas apontavam o caminho do leito familiar. A noite cuidaria em secar o pranto dos dois.

Escrevo olhando pro teu retrato de sempre. O único que me deixou fazer. Não há nada nele que eu mudaria. Nada. A luz quase nada, teu riso se escondendo atrás das mãos miúdas da timidez ensaiada que eu não esqueço.

Escrevo pra dizer que as promessas que eu fiz eram todas nascidas da vontade. Havia sangue e verdade nelas. E quando você chorava, quando você xingava, quando você batia a porta e ia pra onde eu não sei, eu morria um trecho.

De tudo que eu não cumpri, de mim cobrei um preço. Da apatia ditando regra; dos olhos fugidios procurando guia; dos trilhos soltos embaixo dos pés… Não tem desculpa. Não tem bote de salvação. Foi só um universo desencantando sem folga para apelo.

Às vezes em que eu dizia “não” e tu dizia nada, e desdenhava sem saber que era ali que eu avisava que o forte vira nada é pela menor das rachaduras. É por onde a água mole, quieta, sorrateira, se infiltra serpenteando nas imperfeições ignoradas.

Mas não ouviu. Eu padeço de uma formidável enfermidade que sabe de antemão o tamanho do estrago do que num dia parece só mais uma coisa, não é. Nada. Nada é.

A casa agora cheirava a café e nada mais. Não havia nada espalhado pelo chão, nada de gritos da noite anterior. Foi assim, um cobrou, o outro insistiu em esquecer. Emudeceram. Ele abriu a porta. Ela relutou, mas foi. A porta agora entreaberta e ele sem saber o que fazer. A ventania seca da cidade invadia a sala, subitamente escancarou a porta e derrubou o porta-retratos que guardava a foto que lhe assombrava. Cacos de vidro espalhados pelo chão, não havia o que consertar. A porta escancarada, alguém haveria de entrar.

Anúncios

3 comentários sobre “Porta Aberta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s