Blip clic

Pulso os dedos das mãos e blip clic. Não sei se sabe, mas esse é o meu chavão para PCs. Nas redes sociais e nos games, meus caros, crio vida. Vida que desconheço além-mundo. A cama é um céu. Odeio mexer as pernas e não possuo as engrenagens pendulares da alma de que aqueles vagabundos mochileiros de rodovia vivem se gabando, sem mencionar o mínimo de energia que um ser humano precisa levar para se conservar em pé no enxame, na agonia de uma rua. Não há bem uma razão, sabe? Apenas odeio qualquer empenho. Escrevo agora num começo de madrugada, na verdade, só porque a conexão da web anda um cu. Morro de raiva. Aí alguém vem encher o meu saco. Não respondo. Deve ser mamãe, seus chiados longínquos, querendo que eu cague nalguns copinhos brancos. Um check-up da saúde, acho. Não me recordo da cara dela, percebo. A não ser que é podre. Talvez o mundo careça mesmo de um photoshop de verdade. E de algo que mande mensagens sem a precisão dos dedos, da boca ou das próprias ideias, por obséquio. Uma vez que não converso ao celular, não, nem respondo e-mails. São da época dos avós. Argh. Bregas. Eu sou chique, pelo amor de Deus. E ocupado. Quase sempre na TV. Amo de coração a TV. Reservo a ela meu esmero mais sincero. Acabei meu namoro on por sua causa não há nem uma hora. Logo a nova novela das nove começa e ainda exigem mais dengo – declarações, likes e qualquer porra na belezura do Mark Zuckerberg. Hahaha. Lá mesmo explodo. Vem um embaraço no coração. Como diria Caio Fernando Abreu: não há no mundo amor e bondade assaz para que ainda possamos dá-los a seres imaginários. Irei com pressa a uma daquelas baladas em que nos esquecemos mesmo o próprio nome. Que dor de cabeça… Relação séria nunca mais. Correm horas e horas e horas. Não me chega nenhuma visualização. Nem uma, sequer uma. Sou um copo de vidro cheio de água gelada, suando. Escorrego das mãos da sobriedade, caio no chão, quebro. Des. Chegada é a hora. Es. Talvez uma onda de neve bloqueie a minha visão. Pero. Posso ver de novo, e as pessoas escapam de mim. Blip clic. Ninguém mais é meu amigo no Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s