O velho

Os cabelos brancos dispostos próximos à nuca em conjunto com os anéis arroxeados em volta dos olhos fundos de insônia e angústia completavam a tristeza cênica daquele ser esquecido.

Como todas as noites, vagou pela casa. Deslizou pelas escadas, a poeira acumulada ao longo dos anos era suspensa a cada pisada, deixando um rastro longo, lacônico entre os passos. O rangido da madeira acompanhava ritmado o barulho do vento numa sinfonia estranha.

Deixou-se levar pela mistura de sons por alguns segundos, aos de fora não, era insensível para ouvi-los. Prestou atenção aos ruídos que moravam dentro dele: risos travessos que ecoavam do quarto, ordens parafraseadas ditadas na cozinha, gemidos amorosos em outro quarto, cão latindo no quintal. Percebeu que essas lembranças não passavam de déjà-vu.

Desejou morar nesse passado e se perdeu nas curvas do tempo que o levaram até o seu infeliz presente. Nesse regresso, levou a mão ao rosto, se escondeu atávico e, apesar de não ter ninguém para observar seu choro, disfarçou, porque homem não chora.

Não lembrava como chegou àquele estado de abandono. Mas entendia perfeitamente o porquê. Não quis amor, fugiu dele por achar que era futilidade das vidas iguais e sua vida sempre foi traçada para ser diferente. Não quis filhos, julgou que satisfaria a necessidade de paternidade ao cultivar cactos, cultura que daria pouco trabalho, pois nem água precisava jogar com frequência. Não carregou os amigos, porque amizade é juventude, e na velhice todos submergem em suas próprias famílias, constantes dores e inevitável definhar.

Secou as lágrimas, desistiu do lamento e vagou em direção ao arrebol que anunciava outro dia. Olhou os cactos secos no jardim. Saiu sem bater a porta.

Anúncios

6 comentários sobre “O velho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s